NOÇÃO DE ESTRUTURA CRISTALINA

1 - Através de ligações atômicas, os átomos podem formar compostos com propriedades bem definidas. Estes compostos podem ter um par de átomos, como uma molécula de gás, ou milhões deles, formando sólidos.

2 - A natureza das ligações entre os átomos determina o número de átomos que formam o composto e a forma com a qual os átomos se organizam.

3 - Ligações covalentes, devido à direcionalidade e ao partilhamento de elétrons entre os átomos ligados, tendem a formar compostos de poucos átomos, como moléculas de gases, ou estruturas lineares com milhares de átomos, como os polímeros.

4 - Ligações metálicas e iônicas tendem a formar estruturas com milhões de átomos dispostos regular e repetidamente no espaço, os cristais.


ESTRUTURA CRISTALINA


Uma estrutura cristalina é um arranjo coordenado de átomos que se repete no espaço de maneira regular.

Estrutura cúbica simples



CÉLULA UNITÁRIA, PARÂMETROS DE REDE E TIPOS DE REDE





1 - Toda a estrutura cristalina pode ser construída pela repetição de um padrão. Tal padrão é constituído por um certo volume, que segue a simetria da estrutura cristalina, e é ocupado por um número mínimo de átomos. Este padrão recebe o nome de célula unitária.

2 - A célula unitária é caracterizada por parâmetros relacionados aos comprimentos de suas arestas e pelos ângulos formados entre as arestas. São os parâmetros de rede.

3 - Existem sete diferentes tipos básicos de rede cristalina e alguns tipos derivados destes.


REDES CRISTALINAS BÁSICAS E DERIVADAS


Rede Cristalina Célula Unitária (clique sobre o ícone) Sub Redes
Cúbica Sub redes
Tetragonal Sub redes
Romboédrico --
Ortorrômbico Sub redes
Monoclínico Sub redes
Triclínico --
Hexagonal --



Índice Geral | Próximo | Topo