NÚMERO DE COORDENAÇÃO

1 - A coordenação e as distâncias entre os átomos dependem do tipo de rede cristalina. Quanto mais próximos os átomos de uma dada rede e maior o número de átomos em contato mútuo mais densa será esta rede. Tomando-se um átomo qualquer da rede como referência, o número de vizinhos mais próximos deste átomo é denominado de número de coordenação.

2 - É fácil observar que o número de coordenação para a rede cúbica simples é 6. Para a rede cúbica de corpo centrado é 8. Para as redes cúbica de face centrada e hexagonal compacta é 12.

3 - Para estruturas formadas por átomos de diferentes tipos, como são as cerâmicas iônicas, constituída de íons de cargas opostas, cada tipo de átomo terá seu próprio número de coordenação. E estes números de coordenação podem diferir.


FATOR DE EMPACOTAMENTO


1 - Nem todo o espaço de uma rede cristalina é ocupado pelos átomos. A fração ocupada de fato é denominada de fator de empacotamento. É calculado dividindo-se o volume dos átomos que ocupam a célula unitária da rede pelo volume desta célula. O átomo é suposto ser esférico.

2 - Rede Cúbica Simples:





2.1 - Rede Cúbica de Corpo Centrado:





2.2 - Rede Cúbica de Face Centrada:





3 - A rede hexagonal compacta possui o mesmo fator de empacotamento da rede cfc, uma vez que elas são construídas pela superposição de planos atômicos compactos, como será mostrado posteriormente.


DENSIDADE CRISTALINA


4 - Pode ser obtida dividindo-se a massa dos átomos que ocupam a célula unitária por seu volume. Na prática, é dada pela relação    p = nA / ( Vc Na ) em que N é o número de átomos na célula unitária, VC é o volume desta célula, A é a massa atômica do átomo que forma a rede e NA é o número de Avogrado.

5 - Esta densidade desconsidera a existência de defeitos na rede tais como vacâncias e impurezas intersticiais e/ou substitucionais.


Anterior | Índice Geral | Próximo